Cegos não guiam cegos | Ilustração

Então porque seguir pessoas desorientadas?

"Eu não sei o que estou fazendo da minha vida", "tô me sentindo perdida", "vou fazendo pra ver no que vai dar" são frases que tenho escutado e lido com muita frequência entre os "influenciadores" atuais.

Mais do que um acordo tácito em prol da mediocridade, o que a gente vive hoje é a completa valorização da ignorância, a ostentação da arbitrariedade como estilo de vida. 

Estamos carentes de referências valorosas e profundas sobre a vida, então que recorramos aos clássicos. Ao menos sabemos que eles resistiram ao tempo.

É muito bom se identificar com outras pessoas, é muito bom ter com quem caminhar, mas, parafraseando Platão, a melhor coisa que podemos fazer por quem amamos é crescer como seres humanos, achando nosso próprio caminho.

Por favor, encontre o seu!